Desocupação no RS

A taxa de desocupação é um indicador do mercado de trabalho que mede a proporção de indivíduos desempregados na População Economicamente Ativa (PEA) — população com 10 anos e mais que se encontra ocupada ou desempregada.

Dados do Censo Demográfico 2010 (IBGE) mostram que, no conjunto do Rio Grande do Sul, a taxa de desocupação atingiu, naquele ano, a marca de 4,9%, valor inferior ao registrado na maior parte dos Coredes.

Em 18 Coredes, situados, sobretudo, na metade norte do RS, a taxa de desocupação ficou abaixo da marca estadual. Os Coredes Norte, Paranhana-Encosta da Serra e Vale do Taquari ostentavam as menores taxas de desocupação entre todos os Coredes, todos eles com 2,4%.

Nos demais 10 Coredes, a taxa de desocupação superou a do agregado estadual. Os Coredes Campanha e Fronteira Oeste, com taxas de 7,2% e 7,6%, respectivamente, foram os que ostentaram os maiores valores desse indicador. O Corede Metropolitano Delta do Jacuí, importante região no contexto estadual, detinha taxa de desocupação de 6,1%, atrás apenas dos dois Coredes já citados e também do Corede Sul (6,1%).

Como citar

PESSOA, M. L. (Org.). Desocupação no RS. In: ___. Atlas FEE. Porto Alegre: FEE, 2017. Disponível em: < http://atlas.fee.tche.br/rio-grande-do-sul/economia/desocupacao/ >. Acesso em: 27 de julho de 2017.